quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

«Meteo» - Noite da passagem de ano vai ser fria mas sem chuva

Devido à passagem de dois sistemas frontais, o final de 2015 (em especial hoje, dia 30) e início de 2016 (1 de janeiro), serão afectados por alguma precipitação e vento por vezes intenso na região de Moimenta da Beira. No entanto, apesar da instabilidade para este período, deverá registar-se uma melhoria no dia 31, havendo forte possibilidade de a noite de fim de ano vir a ser totalmente sem precipitação. Contudo, esta deverá ser uma noite/madrugada com valores de temperatura relativamente baixos, que podem ser próximos de 0ºC. A previsão é da Ibermeteo. 
No que diz respeito ao vento, os picos de maior intensidade já ocorreram durante a manhã de hoje, dia 30, e deverão voltar ao final da manhã/início da tarde de dia 1 de janeiro, sexta-feira. Como de costume, os valores de rajada máxima mais elevados deverão ocorrer nas zonas mais altas da região, tais como Serra de Leomil, S. Torcato, Alvite, Peravelha e S. Martinho. 
Quanto à precipitação, esperam-se igualmente dois picos que podem pontualmente ser fortes. Um deles já está a fazer-se sentir esta tarde, dia 30, o outro deverá ocorrer na tarde do dia 1, sexta-feira. Apesar de não se esperarem acumulados excessivamente elevados em 24h, não é de excluir a possibilidade acumulados próximos de 10mm em intervalos de até 3h, tanto no evento de hoje, 30, como no de 1 de janeiro.

«Divulgação» - O itinerário da “Queima do Velho”

À porta de findar 2015, vamos dar as boas vindas a 2016. O ano velho, simbolicamente representado por uma figura de palha, será queimado ao som das doze últimas badaladas de 2015, já amanhã, 31 de dezembro. Antes, porém, o ‘velho’ cumprirá o ritual de percorrer um itinerário traçado pelas ruas da vila de Moimenta da Beira, que está plasmado no cartaz produzido para o efeito.  
A cerimónia do cortejo fúnebre, com o velho de palha no esquife, integra um falso padre e o cortejo das luminárias a ‘pingarem’ fogo. Tudo com música a preceito a ditar o ritmo e as carpideiras da ordem num berreiro pelo lusco-fusco fora. O povo, esse vai-se juntando ao longo do percurso e acompanha a marcha do princípio ao fim. O fogo ao velho é lançado logo que começam a ‘estalar’ as doze badaladas do relógio da torre da igreja matriz da vila. A organização é da Câmara Municipal de Moimenta da Beira, com o apoio da Junta de Freguesia e da Cooperativa Agrícola do Távora. 
Para o ritual, a organização sugere que o povo traje roupa velha e vestida ao contrário. E que leve também espumante e bolo-rei para a festa que se seguirá depois da meia-noite.
A queima do velho é uma tradição celebrada como rito de passagem que simboliza a morte do ano velho, o fim do ano, e a entrada do novo.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

«1ª Página» - Jornal Terras do Demo

(clique na imagem para ampliar)

«Natal 2015» - Férias Desportivas e Culturais de Natal

Mais de 30 crianças e jovens participaram nas Férias Desportivas e Culturais de Natal 2015, que a Câmara Municipal de Moimenta da Beira organizou de 18 e 22 de dezembro. 
O programa incluiu, como previsto, uma visita ao PERLIM (o maior parque temático de Natal do norte do país), em Santa Maria da Feira, jogos e actividades aquáticas e um atelier de natal com trabalhos manuais que permitiu decorar as instalações desportivas.

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

«Divulgação» - “Queima do Velho” dá boas-vindas a 2016, em Moimenta da Beira

É um ritual pagão que se cumpre há anos, em Moimenta da Beira, na noite da passagem de ano, e que se repetirá na noite de 31 de dezembro de 2015. 
A cerimónia inclui cortejo fúnebre, com o velho (de palha) no esquife, um falso padre e as luminárias a ‘pingarem’ fogo. Tudo com música a preceito a ditar o ritmo e as carpideiras da ordem num berreiro pelo lusco-fusco fora. O povo, esse vai-se juntando ao longo do percurso e acompanha a marcha do princípio ao fim. O fogo ao velho é lançado logo que começam a ‘estalar’ as doze badaladas do relógio da torre da igreja matriz da vila. A organização é da Câmara Municipal de Moimenta da Beira, com o apoio da Junta de Freguesia e da Cooperativa Agrícola do Távora.
O cerimonial começa às 22h30, na Portelinha/Arrabalde, onde se juntam os figurantes, e a saída do velho acontece meia hora depois. O percurso, em cortejo, atravessa as principais ruas da vila e chega minutos antes da meia-noite à Fonte de S. João, no Arrabalde, onde já ardem cepos de madeira que queimarão o velho de palha em segundos, mal seja lançado.
Para o ritual, a organização sugere que o povo traje roupa velha e vestida ao contrário. E que leve também espumante e bolo-rei para a festa que se seguirá depois da meia-noite.
A queima do velho é uma tradição celebrada como rito de passagem que simboliza a morte do ano velho, o fim do ano, e a entrada do novo.
Fonte: CMMB

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

«Divulgação» - TVI brinda entrada no ano novo com espumante Terras do Demo

No último dia do ano, 31 de dezembro de 2015, perto das 20h, altura em que estiver a acabar o programa “Somos Portugal”, que a TVI irá transmitir em directo de Caminha, o brinde à chegada do ano novo de 2016 será feito com espumante “Terras do Demo”, produzido pela Cooperativa Agrícola do Távora, que tem sede em Moimenta da Beira. 
A essa hora, um assistente do programa, que naquela altura, colado ao Jornal das 8, prevê-se que poderá estar a ser visto por 1,6 milhões de telespectadores, servirá os apresentadores em palco com o néctar de Moimenta da Beira, de sabor único. 
É uma operação de charme de enorme visibilidade para um dos produtos-marca mais fortes do município.

Fonte: CMMB

«Divulgação» - Concerto de Natal e Fim-de-Ano na igreja de Arcozelos

Este domingo, 27 de dezembro, a partir das 15h15, a ‘Orquestra Sinfónica e de Sopros’, sob a regência do maestro Cláudio Ferreira, proporcionará ao público o Concerto de Natal e Fim-de-Ano na Igreja Paroquial de Arcozelos, Moimenta da Beira. O evento é organizado pela Academia de Música da Fundação Rodrigues Silveira, IFEC/Escola Profissional de Moimenta da Beira, Centro de Formação Musical da Meda, Academia Musical de Trancoso e Associação Desportiva Recreativa e Cultural de Aguiar da Beira, em parceria e com o apoio da Câmara Municipal de Moimenta da Beira, Paróquia e Junta de Freguesia de Arcozelos. 
A orquestra, formada por cerca de meia centena de executantes, interpretará um repertório de músicas clássicas, de contexto erudito, apropriado à época.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

«Notícia» - Presidente da cooperativa é comendador de mérito empresarial

João Silva, presidente da Cooperativa Agrícola do Távora, sediada em Moimenta da Beira, foi agraciado pelo presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, com o grau de Comendador da Ordem do Mérito Empresarial, Classe do Mérito Agrícola, em cerimónia realizada quinta-feira passada, 17 de dezembro, no Centro Cultural de Macieira de Cambra, onde outros 13 empresários foram distinguidos pela “expressão do dinamismo da economia”. 

Presidente da Cooperativa Agrícola do Távora há cerca de uma década, João António Pereira da Silva, ex-professor de Educação Física, é a alma da instituição que lidera com brio, e o grande impulsionador da expansão da Cooperativa aos mercados nacional e internacional, em especial devido à aposta deliberada (e acertada) na produção do espumante “Terras do Demo” que hoje é exportado para mais de 30 países, num total de cerca de um milhão de garrafas. 

O dirigente, agora Comendador (de inteiro mérito), é um apaixonado pela vinha e pelo sector cooperativo, e tem-se destacado também pelo seu empenho, sem limites, no reforço de uma economia social que atribui ao agricultor um papel central no sector primário.

domingo, 20 de dezembro de 2015

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

«Reportagem» - Vendas de espumante aumentam

A Cooperativa de Moimenta da Beira, no distrito de Viseu, lançou este ano edição especial de espumante. Para responder ao aumento de encomendas anteciparam a chegada ao mercado do Pata de Lebre.


Reportagem SIC:
video

«Divulgação» - Festival de Sopas abre apetite na aldeia de Vilar

Sopa de cogumelos sitake, sopa da pedra, canja de vitela, sopa de legumes, sopa negra… Ao todo são nove variedades, nove sabores na ementa do segundo Festival de Sopas que este domingo à tarde, 20 de dezembro, a partir das 15 horas, se realiza na sede da Junta de Freguesia de Vilar, Moimenta da Beira, pelo segundo ano consecutivo. A organização volta a ser da associação “Ensaio aplauso – Concertinas Vale do Douro”. 
As nove sopas serão confeccionadas por nove associações e entidades diferentes. A sopa da pedra, pela pastelaria “Mel e Canela” (Moimenta da Beira); sopa à nave, pela Associação “Gente da Nave”, de Alvite (Moimenta da Beira); sopa fina flor, pelo talho “Fina Flor (Moimenta da Beira); sopa de cogumelos sitake, pela Quinta das Lages, em Arcos (Tabuaço); sopa à moda da casa, pela Junta de Freguesia de Vilar (Moimenta da Beira); sopa à teletalho, pelo Teletalho (Moimenta da Beira); sopa de legumes à salão de jogos, pelo Salão de Jogos ‘Demo Café’ (Moimenta da Beira); sopa negra, pela associação ‘Manta Verde’, em Lamosa (Sernancelhe); e a canja de vitela, pelo Café Europa, em Sendim (Tabuaço).

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

«Divulgação» - Concerto de Natal na igreja de Leomil‏

Este sábado à noite, 19 de dezembro, a partir das 21h20, há um concerto de Natal na Igreja Paroquial de Leomil, Moimenta da Beira, aguardado com justas expectativas já que se vai ouvir a voz de Claudine Pinheiro, uma referência na música católica em Portugal, a interpretar belas canções de inspiração cristã.
A artista, dando voz em português a temas da Irmã Glenda, lançou o seu primeiro álbum em 2004, o “Água Viva”. Rapidamente, aquilo que parecia ser apenas para editar, tornou-se uma forma concreta de evangelização ao vivo, e os concertos sucederam-se a um ritmo impressionante.
Em 2008 lançou novo álbum, desta vez mais pessoal, “Capaz de TI”, com oito temas originais e quatro traduzidos e adaptados do castelhano (Nico Montero / Brotes de Olivo). Com este cd, que foi um fenómeno na internet, através sobretudo do ‘myspace’, Claudine transformou-se numa dos artistas de inspiração católica portuguesa que mais concertos tem dado por todo o país.
A belíssima voz de Claudine, com a harmonia da guitarra e o aconchego do público, originará então, no sábado, em Leomil, um especial concerto que pode chamar-se de “Oração”, organizado pela paróquia local.
A não perder!


segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

«Divulgação» - Moimentenses na diáspora reúnem-se este sábado‏

Vão voltar a juntar-se para um encontro de debate e reflexão, este ano sobre o mote “Investir em Moimenta da Beira”. À mesa, pela terceira vez, moimentenses na diáspora, cidadãos que têm Moimenta da Beira no espírito, no coração e no sangue, vão ajudar a encontrar caminhos e rumos, dando contributos para o desenvolvimento do concelho. A reunião, promovida pela Câmara Municipal, é este sábado de manhã, 19 de dezembro, no auditório da Cooperativa Agrícola do Távora, em Moimenta da Beira.
Espera-se a presença de moimentenses que têm brilhado na Ciência e destacado na Literatura, nas Artes, na Educação e na Política. Sobressaído também no mundo dos Negócios e em áreas tão diversas como a Medicina, a História, a Biologia, o Direito, o Desporto ou a Música.
Na diáspora, graças ao seu desempenho e iniciativa, as regiões onde vivem progrediram e progridem, eles são respeitados, reconhecidos e considerados, assim honrando tanto Moimenta da Beira.
É este conjunto de personalidades que queremos juntar, mais uma vez, para em conjunto discutirmos e reflectirmos Moimenta da Beira em Portugal e no mundo.

«Divulgação» - Bombeiros promovem colheita de sangue no sábado

Os Bombeiros Voluntários de Moimenta da Beira organizam no próximo sábado de manhã (das 9h às 13h), 19 de dezembro, uma colheita de sangue nas suas instalações. A iniciativa, sob o lema “Dar sangue é um acto de cidadania”, tem o apoio do Ministério da Saúde e do Instituto Português do Sangue e da Transplantação.
A dádiva de sangue é mesmo um acto de cidadania e solidário para com os familiares, amigos e, principalmente, para com aqueles que necessitam e não se conhecem. O banco de sangue precisa de todos, por isso se pede o contributo de todos.
Qualquer pessoa, com mais de 18 anos, pode doar Sangue, em particular os dadores que não fazem a sua dádiva há mais de um ano.

«Divulgação» - Natal no Mercado Municipal

Um grupo valoroso de artesãos e artistas vai dar vida e alma ao Mercado Municipal de Moimenta da Beira, durante este Natal. O programa proposto inclui actividades lúdicas para crianças, no primeiro dos três dias, 18 de dezembro, das 16h às 18h, e uma feira de artesanato e doçarias regionais e caseiras, nos dois últimos dias, 19 (das 10h às 18h) e 21 (das 8h30 às 12h30). A orquestra CemNotas vai actuar no segundo dia, das 14 às 15 horas, animando, como tão bem sabe fazer, o espaço e as actividades que ali estarão a ser desenvolvidas aquela hora.
O número de artesãos está limitado a 18, mas aceitam-se ainda inscrições, que são gratuitas, e que devem ser feitas para os contactos telefónicos 962 392 612 ou 936 847 207. 

«Notícia» - Moimentense é campeão nacional de dardos

Venceu, entre muitas dezenas de candidatos de todo o país, o título individual sénior (nível F) nas finais do VII Campeonato Nacional “Portugal Dardos Competição”, disputadas no fim-de-semana passado de 4, 5 e 6 de dezembro, na Costa da Caparica. Rafael Mendes, 21 anos, natural de Moimenta da Beira, é por isso o actual campeão nacional da modalidade, um orgulho para o município!
O jovem campeão, filho de Carlos Soeiro e Nina Mendes, estudou em Moimenta da Beira até ao 12º ano. Está actualmente em Coimbra a cursar Engenharia Mecânica (3º ano).
Em Moimenta, ainda no desporto, praticou andebol dos 7 aos 18 anos, tendo-se destacado quando foi campeão nacional de andebol (juvenis), representando a Escola Prática de Andebol de Moimenta da Beira.

«Desporto» - Resultados AF Viseu

Resultados:

Classificação:


Próxima Jornada:

«Divulgação» - Crise ‘pede’ mais voluntariado

“Em momentos de crise como o actual, que extravasam os parâmetros meramente económico/financeiros, o voluntariado volta a ter necessidade de encontrar soluções para problemas gerados por uma sociedade à procura de um novo rumo”. A afirmação é da coordenadora do Conselho Nacional para a Promoção do Voluntariado, Maria Elisa Borges, e foi proferida sábado passado, 5 de dezembro, na conferência que celebrou o Dia Internacional dos Voluntários, em Moimenta da Beira, promovida pelo Banco Local de Voluntariado em que a Câmara Municipal, como entidade enquadradora, deu o devido acolhimento. 
A responsável deu exemplos de novos problemas que emergiram com a crise: “o envelhecimento das sociedades, a solidão, a perda de laços afectivos, a ilusória sustentabilidade dos sinais exteriores de riquezas, as medidas de política que condicionam a organização do trabalho e a utilização do tempo livre, a necessidade de conhecimento da aprendizagem ao longo da vida, entre muitos outros, que estão na ordem do dia”. 
Maria Elisa Borges, que apelou ao reforço do número de novos voluntários, lembrou contudo que para se ser voluntário “é preciso existir uma motivação, ter perfil para a actividade, estabelecer um compromisso, ter a formação adequada, ter o enquadramento adequado por parte de uma instituição, e uma coordenação convincente por parte da mesma, para que a sua acção seja realmente eficaz”.
A conferência contou ainda com outros quatro oradores (José Requeijo, Alexandre Monteiro, Rosa Silva e Sara Guia) e o testemunho (Cacilda Lopes) de uma voluntária.
 A sessão de abertura foi feita por Hélder de Jesus Tavares, presidente da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Moimenta da Beira, e presidida pelo chefe do Executivo Municipal, José Eduardo Ferreira. A de encerramento, por Susana Lemos, Vereadora da Acção Social.
Para a inscrição de mais voluntários, o Banco Local de Voluntariado funciona nos serviços municipais de Acção Social (254 520 074 ou 925 200 200, e-mail:bancodevoluntariado@cm-moimenta.pt). 
- Mais fotos em: http://www.cm-moimenta.pt/
Fonte: CMMB

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

«Divulgação» - Inscrições para as Férias Desportivas e Culturais de Natal 2015

Está aberto o período de inscrições para as Férias Desportivas e Culturais de Natal 2015 que a Câmara Municipal de Moimenta da Beira volta a organizar, tendo em vista as crianças e adolescentes do concelho (dos 6 aos 17 anos de idade) em época de descanso escolar. 
O programa da iniciativa decorre nos dias 18, 21 e 22 de dezembro e inclui uma visita ao PERLIM, em Santa Maria da Feira, o maior parque temático de Natal do norte do país, e ainda jogos e actividades aquáticas e um atelier de natal com trabalhos manuais.  
As inscrições, abertas até dia 16 de dezembro, podem ser feitas directamente no pavilhão, piscina e biblioteca municipal ou nos Serviços Sociais da Câmara Municipal. Ou ainda pelos telefones 254 520 100 e 254 520 080, ou o e-mail desporto@cm-moimenta.pt.
Fonte: CMMB

«Desporto» - Resultados AF Viseu

Resultados:




Próxima Jornada:

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

«Divulgação» - Livros vendidos a partir de três euros

É uma feira do livro de Natal que arranca na próxima segunda-feira, 7 de dezembro, e encerra no último dia de 2015, na Biblioteca Municipal Aquilino Ribeiro, em Moimenta da Beira. O acervo reúne dezenas de livros de todos os géneros, e muitos poderão ser comprados a partir de três euros. Um preço apetecível e uma oportunidade única para fazer do livro uma encantadora prenda de Natal. A iniciativa é assumidamente um evento cultural de promoção do livro e da leitura.
 A feira é organizada em conjunto com a “A Casita do Drax”, uma livraria mais direccionada para o público infanto-juvenil que alia uma grande variedade de títulos à oferta de jogos e brinquedos didácticos de qualidade.
Fonte: CMMB

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

«Divulgação» - Pelourinho iluminado contra a pena de morte

À volta do pelourinho de Moimenta da Beira acenderam-se 97 velas brancas, tantas quantos os países que já aboliram a pena de morte. A iniciativa aconteceu esta segunda-feira, 30 de novembro, dia escolhido para esta celebração por assinalar o aniversário da primeira abolição da pena de morte, no estado europeu do Grão-Ducado da Toscana, no norte de Itália, em 1786.
O presidente da autarquia, José Eduardo Ferreira, acompanhado por outros membros do Executivo Municipal, participou no evento, valorizando-o, evento que este ano contou com a presença de quatro jovens da escola secundária de Moimenta da Beira que este ano participaram, durante três dias, num campo de trabalho de Jovens da Amnistia Internacional (AI) que se realizou em Leiria. 
Desta participação trouxeram na bagagem a vontade de implementar acções sobre Direitos Humanos quer na Escola quer na comunidade onde se inserem, perspectivando criar um grupo de estudantes da AI a nível local. A participação dos jovens no Campo de Trabalho da AI foi incentivada pelo Núcleo de Viseu da Amnistia e por Patrícia Filipe, coordenadora do núcleo e psicóloga do Agrupamento de Escolas. Carmo Aires, professora, solidarizou-se também.

Em Portugal, além de Moimenta da Beira, outras 30 cidades celebraram um mundo sem a pena de morte: Abrantes, Alvito, Angra do Heroísmo, Benavente, Braga, Cascais, Castro Marim, Celorico da Beira, Chaves, Coimbra, Esposende, Évora, Grândola, Lages do Pico, Leiria, Lisboa, Loures, Nelas, Odivelas, Ourém, Ponte de Sor, Porto de Mós, Póvoa do Varzim, Salvaterra de Magos, Setúbal, Sintra, Tomar, Viana do Castelo, Vila Franca de Xira e Viseu.
Fonte: CMMB

«Desporto» - Jogos CDR





«Notícia» - Gulbenkian premeia livro de Jaime Gouveia

“A quarta porta do inferno. A vigilância e disciplinamento da luxúria clerical no espaço luso-americano (1640-1750)”, livro que é a tese de doutoramento de Jaime Gouveia, natural de Leomil, Moimenta da Beira, acaba de ganhar o prémio Gulbenkian da Academia Portuguesa da História. Dos seis prémios científicos que o jovem historiador e investigador já arrebatou, este é o mais importante. A cerimónia de entrega decorrerá na Academia Portuguesa da História, em Lisboa, depois de amanhã, quarta-feira, 2 de Dezembro.
O livro, de 604 páginas, é a versão da tese de doutoramento que defendeu no Instituto Universitário Europeu de Florença, Itália, em Outubro de 2012. É uma obra de história baseada numa pesquisa rigorosa e numa consulta exaustiva de vários arquivos e bibliotecas que o autor estuda por intermédio de fontes originais, de natureza judicial, eclesiástica e inquisitorial, uma matéria que muito tem preocupado a Igreja Católica de há vários séculos até à actualidade: a luxúria clerical.
Este estudo procura traçar uma radiografia não apenas dos sacerdotes que incorriam nestas práticas, como ainda das suas vítimas e cúmplices, num período de longa duração, balizado entre 1640 e 1750, elegendo como espaço de análise as dioceses portuguesas, das ilhas do Atlântico e da colónia brasileira.
Fonte: Local.pt